eBooks Amazon

Traduzir Dê Português para Chinês Traduzir Dê Português para Espanhol Traduzir Dê Português para Italiano Traduzir Dê Português para Françês Traduzir Dê Português para Inglês Traduzir Dê Português para Alemão Traduzir Dê Português para Japonês Traduzir Dê Português para Russo
TRANSLATE

No clube do bolinha, mulher nao entra!!!

Quando dois amigos “machos” se reúnem em confraternização (amparados por churrasco e “gelada”), entregam-se um ao outro como se não houvesse ninguém mais ao redor. Dizem que a mulher sente ciúmes de suas amizades... No entanto, aposto minhas fichas que este não seria o sentimento apropriado...
Não é o ciúme quem repudia flatos e eructos poucos atrativos,
A falta de espaço,
As piadas sem graça,
A cerveja no chão,
Os pés encima da mesa,
A aparente falta de amor quando um amigo está presente...
Um amigo visitando um amigo é motivo de festa, churrasco, feijoada, peixada... O dia é muito curto para eles, afinal, há quanto tempo não se vêem?
Se um amigo está com outro amigo a casa pega fogo, o filho come pregos, o gato vai para o forno, mas eles não interrompem o dia e não se abalam, afinal, há quanto tempo não se vêem?
O casal acorda cedo.
O marido lê o jornal para estar informado.
A mulher cai na faxina para causar boa impressão.
A visita chega perto da hora do almoço (a esposa fica irritada porque não ajudaram em nada). A mochila está cheia de roupa (a grande dúvida: quanto tempo ficarão?) O automóvel carregado de crianças e como agregado, uma tia gorda que não consegue sair do veículo sem ajuda de homens valentes.
O marido detém a leitura (contentíssimo!). Descansado, ele é o primeiro a levantar-se para receber as visitas (hóspedes?) de braços abertos.
A esposa larga os chuchus e as batatas, confiante de que tudo sairá bem.
Em meio à gritaria da criançada começa o almoço. Depois da manhã turbulenta, os comentários amáveis:
“-Você esqueceu do sal nas batatas!”.
“- Os bolinhos estão crus”.
“- A torta queimou ou é impressão minha?”.
“- Argh! Isso é suco de laranja ou limão!”.
A esposa feliz, conta de 1 até 10...
A raiva passa, (deve passar!). É hora de tirar a louça suja e recomeçar a arrumação da cozinha (mas não sem um grande final do amigo longínquo):
“- Aposto que ela não cozinha pior que minha mulher!”.
Os dois grandes parceiros caem em estrondosas gargalhadas (começa a supervalorização do sexo masculino, o momento das piadinhas sobre mulheres). Ela dá uma risadinha ruborizada (mulher quando tenta simular graça naquilo que a ofende só piora a situação).
O marido a defenderá...
A defesa do marido:
“- Mas geralmente nossa família come bem! - três segundos de silêncio e o arremesso final: - Quando comemos em restaurante!”
Mais gargalhadas...
Ela conta de 1 até 20...
Enquanto os dois amigos conversam animados, o filho menor é empurrado escada abaixo por uma das tantas crianças que gritam pela casa. As demais se divertem jogando areia e batendo com pedaços de pau nas costas umas das outras. O filho mais velho entra pela cozinha com um punhado de areia nos olhos, baixo gritaria, alega estar cego. A esposa corre na tentativa de apagar o incêndio.
Os dois amigos conversam como se nada acontecesse. Afinal, há quanto tempo não se vêem?
A hora da partida é “aparentemente” anunciada. Ela esperará, pacientemente, para metralhar o marido com a “melhor” das gramáticas. Acabou a cerveja e ela sente uma inflamada alegria.
Provérbio masculino: Quando acaba a cerveja, acaba a amizade...
Provérbio feminino: Ainda mato o desgraçado!
Porém, sempre existe a saideira!
Eles saem abraçados. A saideira é o momento em que a amizade está mais intensa, o amigo é mais amigo, as histórias tem mais sentido e perdões são consentidos!
Hora de cortar os pulsos. Ela conta de 1 até 30.
A casa está sapateada por pezinhos infantis Há pedaços de bolo sob o tapete e brigadeiro nas almofadas. O cachorro é resgatado da privada... Ela repreende o filho que está sendo espancado, enquanto espera a visita dar um jeito no pequeno zoológico presente. Para educar “os hospedes” ela tem que repreender o filho:
“- Quantas vezes mamãe já disse que não supooooorta criança mal educada? Será que vou ter que deixá-lo de castigo?”.
O filho esperneia aos berros.
Ela sente vontade de gritar.
Conta de 1 até 40... não funciona.
O impulso de beliscar as outras crianças é mais forte que seu autocontrole emocional. Fará vingança com suas próprias mãos.
O comentário da visita:
- Não seja histérica!
A revelação do marido:
- Ao contrário da mãe deles, dificilmente brigo com meus filhos, eles sabem que quando eu digo “NAO” é definitivo e quando dou uma ordem falo apenas uma vez.
A cumplicidade:
- não é verdade, amor? Ele pergunta num ligeiro tom de afirmação, sem esperar de fato a resposta (que é tao óbvia!) E ela concorda ironicamente, mas ninguém percebe...
Ele passa maior parte do tempo fora de casa, e ambos sabem, (todo bom marido adora dizer que tem controle da situação), está manjado!
Sinistro! Mas afinal, era o amigo que há tempos não via!
A batalha acaba depois dos muitos “adeus” e as ladainhas do “volte sempre que quiser”, “apareçam lá”, “a casa é sua”, “obrigado por tudo...”.
O marido exausto e levemente embriagado, veste seu pijama para dormir.
- Temos que repetir domingos assim! Ele diz para a mulher exausta e continua:
- Bem que você poderia mudar essa cara, não? O que há de mal receber visitas que há tempos não vemos? Da próxima vez gostaria que você fosse mais simpática. O que poderão dizer de nós?”.
Ela conta de 1 a 50, cansada demais para discutir. Amanha, ele que se prepare...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Está vetado o linguajar muito sacana ou ofensivo - salvo exceções bem aceitas, do tipo: xingar o próximo (isso pode!).

2. Se quiser delirar, procure a torcida do flamengo, pois de sacana aqui já basto eu!

3. A gerência de marte agradece a compreensão!

Boutique de Ideias

E você, já pegou no livro hoje?

Ebook de Segundas Intenções na Amazon

eBook Best Seller na Amazon: Segundas Intenções

Oi gentem! Tudo certinho com vocês? Eu não poderia estar melhor! Rezemos! J ;)  A promoção dos meus eBooks na A...

Qualquer semelhança desse blog com a realidade, é pura cagada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilha mais essa asneira também, bro!!!