eBooks Amazon

Traduzir Dê Português para Chinês Traduzir Dê Português para Espanhol Traduzir Dê Português para Italiano Traduzir Dê Português para Françês Traduzir Dê Português para Inglês Traduzir Dê Português para Alemão Traduzir Dê Português para Japonês Traduzir Dê Português para Russo
TRANSLATE

É com o cérebro que administramos o amor! Com o coração só fazemos bobagens...


Geralmente, tenho minhas dificuldades em ler textos que narram o amor como um sentimento flutuante no oceano de rosas e histórias com finais felizes... Acredito no amor, ou talvez, apenas na palavra que denomina este sentimento que envolve os dilemas do coração (outro órgão que poderia ser substituído). E se ao invés de falarmos em coração, falássemos de cérebro, por exemplo. Hãnnn? Claro!! Se fossemos acostumados a pensar que é o cérebro (e não o coração) o órgão possuidor e administrador deste sentimento intitulado "amor". Ora, pois! É com o cérebro que administramos os sentimentos mais fortes, paixão, ciúme, ódio... Com o coração só fazemos bobagens, mas é claro, do coração advêm os atos emocionais e afetivos. Do cérebro vem à racionalidade sempre indispensável no cotidiano do amor.
Para amar é necessário a bilateralidade, quem ama sozinho ama os teoremas de Platão, impossível "amar por dois! É necessário a outra parte que nos devolva o amor empregado, só assim, podemos voltar ao velho dilema de dar e receber, ir e vir, tolerar e ser tolerado. O amor é dose dupla! Duas pessoas! Todos sabem que triângulos amorosos não dão certo. Amar não é fácil como lemos em livros e revistas, como vemos em filmes e novelas. Para finais felizes, é necessário fazer graduação e especialização. Sermos mestres e doutores. Sem pseudos demagogias, considero o amor uma dádiva até que venham os outros sentimentos que envolvem a palavra "amor". Este impulso energético e arrebatador, geralmente vem acompanhado de ciúmes e outros sentimentos complexos. O ciúme é a soma ou a multiplicação de nossos próprios medos. Criamos a MONOGAMIA, queremos uma pessoa só para nós! Às vezes conseguimos de fato, mas voltamos a desconfiar... A desconfiança não é uma invenção, invenção foi termos criado a infidelidade, daí a justificativa da desconfiança. Deixou-nos Freud o aprendizado: Quem ama sofre, pois sem mais, tem medo de perder. Disse-nos Friedrich Nietzsche: O amor não existe, o que existe é o prazer que o outro nos proporciona, uma vez que nos deixem de dar prazer nos afastamos, vamos embora, damos no pé. Isso acontece inclusive entre pais e filhos, nas relações que chamamos de amor incondicional!

O amor pode dar certo até que a morte nos separe dele, ou, até uma ofensa, a indiferença, a falta de diálogo, a exigência daquilo que não podemos dar, a desorganização do sentimento, quando descarregamos nossas frustrações em cima da pessoa que dizemos amar... É indispensável o cérebro como a placa mãe do amor! Dosar a paixão, impulsos de ciúmes, vícios descontrolados, intolerância! Avaliar a cada passo nossas próprias atitudes para só após julgar o outro. Amor não anda na contramão. Dos sentimentos mais profundos recebemos de verdade aquilo que damos. Se damos demais e nada recebemos em troca é porque talvez apenas consideramos que damos algo sem nada dar, ou, a outra parte não tem nada a oferecer.
Amor é, sobretudo, companheirismo, prazer em estar juntos, deleite em compartilhar pequenas coisinhas, grandes momentos, situações inesperadas. Saber ouvir mais que falar, compreender ainda que não compreendamos. Amor é ser paciente. Amor é camaradagem!
Se fazemos deste sentimento um fardo de brigas e intrigas, um instrumento de rivalidade e competição, nada sabemos sobre ele.
Fez-se a hora de voltar à faculdade para aprender a reaprender!

Kommentare:

  1. Oi prima linda! Quero dizer que concordo plenamente com vc. Vou sempre acreditar e crer fielmente que o AMOR exite, ele é poderoso, é a união de todos os outros sentimentos, até mesmo os desagradáveis, mas necessários. Racionalizar o amor ameniza os sofrimentos que dele advém, e limita a intensidade. Na vida somos todos atores, criamos personagens para podermos sobreviver dentro de um roteiro que não nos pertence, porque não estamos sós, estamos vivendo e aprendendo. O que devemos fazer é dar o melhor de si, aproveitando todas as oportunidades boas que surgem, sendo justos e fiéis ao que a nossa consciência nos diz. Tudo é perfeito na vida e no amor, é o ser humano que na sua imperfeição da perfeição, que cria a imensidão do viver de forma espetacular. O final do roteiro ninguém sabe,ele é individual para cada pessoa. Só sei que no meu roteiro, o amor vai sempre fazer parte, mesmo com os riscos que ele traz, usarei da razão quando for preciso, e viverei intensamente. Meu roteiro talvez não faça parte do Mundo, mas vai fazer parte daquelas pessoas que amei, amo e amarei. Hãããããã, lembre-se voçe é uma dessas pessoas que AMO.Tudo de bom, e felicidades em todos os seus projetos e muito AMORRRRRR. Bjusss.

    AntwortenLöschen
  2. AMOR, palavra mágica, essêncial,
    sentimento superlativo da espécie "humana", dentre todas as qualidades atribuidas a Deus (poder, justiça, bondade, etc...) a única que que faz parte do ser: "Deus É Amor".
    Saúde,felicidade, fé e Amor.
    Um forte abraço,
    Schmitt

    AntwortenLöschen
  3. Nossa, quanta honra receber duas visitas tao ilustres e saudosas!!!! Quanta satisfação... incomensurável... Prazerosa … Fiquei muito feliz! Espero que voltem mais vezes por aqui! Beijo grande no coração!!!!

    AntwortenLöschen
  4. Cara Geyme da boutique de ideias, estou constantemente "vasculhando" por assim dizer, blogs criativos e interessantes, o seu, diga-se de passagem, superou expectativas .. além de ser extremamente criativo, surpreendente, cheio de ideias e valores, vc ainda possui um livro, quem me dera ser uma de suas leitoras... Gostaria de entrar em contato, meu e-mail vc já tem... Parabéns pelo blog e pelos seus artigos!!

    AntwortenLöschen
  5. Vim à tua casa agradecer a visita a uma das minhas e não pude deixar de ler a tua mais recente submissão. Só posso dizer que a tua visão do amor, fascina-me, principalmente a mim que tenho dúvidas de o conhecer verdadeiramente.

    Beijos grandes.

    AntwortenLöschen
  6. Acredito hj que as pessoas em geral não estão sabendo amar. A correria do dia-a-dia, as preocupações do trabalho, dos estudos, tudo feito às pressas, pois hj as pessoas não tempo para as outras pessoas. Nesse sentido,o que vc coloca na frase abaixo mostra q o amor precisa ser cultivado no contato e no tempo gasto com o outro, no compartilhar das pequenas coisas da vida. Bom, termino com seu maravilhoso ponto de vista na tentativa de conceituação do que consiste o amor:
    "Amor é, sobretudo, companheirismo, prazer em estar juntos, deleite em compartilhar pequenas coisinhas, grandes momentos, situações inesperadas. Saber ouvir mais que falar, compreender ainda que não compreendamos. Amor é ser paciente. Amor é camaradagem!"

    bjs!!!

    AntwortenLöschen
  7. Ser, compreender ,sentir, sofrer..deixar que nos leve,ter ciúmes, endurecer o coração(mensagem enviada do cérebro),isto são meros efeitos colaterais que não admitimos,mas são sim sintomas se quem realmente ama, deixar o coração mandar ou não,ou tentar, isso não importa,mas o que importa?
    Viajar no tempo, seja anos ou décadas, atravessar oceanos quebrar barreiras, viver cada momento como se fosse o último, amar mesmo que não seja amado, sonhar, acordar, olhar no espelho ver seu olho brilhando, o coração bombando adrenalina para o cérebro e começar mais um dia sabendo que você é realmente feliz.
    Muito lindo Geyme! Parabéns .
    Rodrigo.

    AntwortenLöschen
  8. Geyme, eu creio que o que começa no coração é um embrião a que chamamos de paixão. Quando as coisas se ajeitam e podemos então chamá-la de amor, aí sim, é hora do cérebro fazer uma parceria com o coração na admistração dos impulsos e emoçõs. Mas isso, infelizmente a gente só aprende depois de dar muita cabeçada. E olha que tem gente que sequer aprende! Òtima a sua crônica, como sempre. Abraços. Paz e bem.
    P.S: vou mudar o meu seguimento dos seus blogs e pasar para este. Eu posso excluir o outro?

    AntwortenLöschen
  9. ameiii demais o seu blog tanto uqe adicionei aos meus links favoritos!
    Gostei bastante da sua colocações sobre o significado do amor!!

    AntwortenLöschen
  10. Somos incorrigíveis quando se trata de amor e maior manifesto. Somos, em síntese, reincidentes no crime de acreditar!

    Estarei sempre por perto, como cheiro de madressilva... como chá da tarde... como vento prenunciando poesia...

    beijo de cores e sabores prá ti - cúmplice poética!

    AntwortenLöschen
  11. Agora, sim, acabei de ter certeza de que nunca passei nem perto do Amor. Embora o último relacionamento que tive tenha sido o mais próximo que cheguei dele. Mas a moça tava amando uma fantasia que ela fez de mim mesmo, que, obviamente, não era eu.

    Acho que "amor" deve ser isso mesmo que você pensa. E acho, também, que há pessoas que vivem uma vida inteira sem nunca encontrar nada parecido. Outras sequer merecem algo assim. Eu sou uma delas.

    Vou começar a responder teu e-mail-gigante (são sempre os melhores!); espero mandar um à altura; e maior.

    Mas como tô digitando com um dedo só -- o único que me sobrou --, mui provavelmente vai demorar um bocado. Te envio assim que acabar. Beijo.

    http://deusilusao.wordpress.com/2011/02/18/porque-tudo-muda/

    AntwortenLöschen
  12. Marçal: "AMOR, palavra mágica, essêncial,
    sentimento superlativo da espécie "humana", dentre todas as qualidades atribuidas a Deus (poder, justiça, bondade, etc...) a única que que faz parte do ser: "Deus É Amor"."


    Um Deus que condena toda uma raça de seres por causa do erro de apenas dois é um Deus justo? Um Deus que permite que um só pague pelos "crimes" de todos é um Deus justo? Um Deus que estabelece uma punição infinita por um erro finito é um Deus justo? Um Deus que paga o mesmo tanto a quem trabalhou o dia todo e a quem chegou no fim do expediente é um Deus justo?

    O que me deixa fulo da vida com a fé dos crentes, é que eles a usam de uma forma imbecil e querem crer, também, que todo nós somos imbecis.

    E quando me dizem que "Deus é Amor", eu invariavelmente respondo:

    Ou você não faz a menor ideia do que seja Amor; ou não faz a menor ideia de quem seja Deus.

    AntwortenLöschen
  13. Como o 'amor' é escatológico! Em suma, o amor é uma merda, e o que advém dele, o papel higiênico.

    AntwortenLöschen

1. Está vetado o linguajar muito sacana ou ofensivo - salvo exceções bem aceitas, do tipo: xingar o próximo (isso pode!).

2. Se quiser delirar, procure a torcida do flamengo, pois de sacana aqui já basto eu!

3. A gerência de marte agradece a compreensão!

Boutique de Ideias

E você, já pegou no livro hoje?

Ebook de Segundas Intenções na Amazon

eBook Best Seller na Amazon: Segundas Intenções

Oi gentem! Tudo certinho com vocês? Eu não poderia estar melhor! Rezemos! J ;)  A promoção dos meus eBooks na A...

Qualquer semelhança desse blog com a realidade, é pura cagada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilha mais essa asneira também, bro!!!