eBooks Amazon

Traduzir Dê Português para Chinês Traduzir Dê Português para Espanhol Traduzir Dê Português para Italiano Traduzir Dê Português para Françês Traduzir Dê Português para Inglês Traduzir Dê Português para Alemão Traduzir Dê Português para Japonês Traduzir Dê Português para Russo
TRANSLATE

Weimar: Lar, doce lar!! (E uma vizinha chata pra karaio)!




Weimar é uma cidade alemã e património da humanidade de acordo com a UNESCO.
É particularmente conhecida pelos grandes nomes da cultura alemã que aqui viveram: Goethe e Schiller, entre outros, mas também, mais tarde Nietzsche, este último quando já atormentado pela loucura.
Goethe escreveu sobre esta cidade dizendo que "Weimar não é uma cidade com um parque, mas um parque com uma cidade" é mais do que um parque, mas uma oportunidade de conjugação entre uma cidade em grande movimento com a ocupação de tempos livres num espaço natural pacato, demarcando-se pela sua beleza extraordinária do ponto de vista paisagístico e da sua própria dimensão.


Bem, essas informações eu extrai da wikipedia, embora estejamos morando nesta cidade há pouquíssimo mais de três semanas. Terceiro apartamento, segunda cidade e quinta mudança nesse período de dois anos, desde que estou casada com um alemão procurado pela Interpol. Saímos de Leipzig, uma cidade com 500 mil habitantes para cair aqui, nessa vila com 60 mil.
Falando em Weimar, a cidade é uma gracinha (como diria a velha guerrilheira, Hebe Camargo), de praças até padaria, tudo se chama Goethe (nesse aspecto, acredito que faltou um pouco de criatividade aos weimaraneses). É complicado pedir informação na rua, pois não raro, acontecem coisas do tipo:
- Oi, a senhora sabe onde fica a farmácia do Goethe?
- Tem uma logo ali adiante, e na próxima esquina, e no quarteirão a seguir, e... e...
Como cidade pequena (ainda que turística), não deixa de ser um pequeno lugar situado no interior, onde o comércio fecha às 18 horas em ponto, e já às 19, não há mais mortos nem vivos na rua. As lojas são pequenas e quem precisa ir de compras, deve visitar Erfurt, a pequena Paris, situada ao lado.
Depois de haver sobrevivido há mais uma mudança e ao pó que tudo isso gera, estamos bem instalados no lar, doce lar! Nossos vizinhos são turcos legítimos (não sei como essa palavra soará ao ouvido, mas vou arriscar deixá-la aqui). Um casal jovem com quatro filhos, um cão Weimaraner (sim, dizem que daqui saiu a raça desse cãozinho), e uma tartaruga! Meu marido foi o primeiro a conhecê-los, quando eu ainda estava em outra cidade, e ele, já aqui.
- Oh, vc precisa ver que linda família! E que gentis... e que felicidade! Principalmente a vizinha, que mãe dedicada... - tagarelou-me meu amigável marido.
Acredito que essa cultura turca de viver colado aos familiares, não se restringe apenas aos consanguíneos, já que a vizinha agora, dada a insistência, é a amiga que nunca quis tive!
A turca gostou tanto de mim que não sai da minha casa (ela, o cão, a menor das capetas filhas que pula no meu sofá e o pinta com esmalte enquanto a mãe, descontraída, conta-me suas desventuras)!
Achei interessante ao princípio, ter uma “amiga” de porta, pois ela nos traz café, bolo, emprestou a filha mais velha, quando estávamos perdidos em meio de caixas, para que nos auxiliasse a desembalar caixas, ficou com uma chave da nossa casa para administrá-la quando não estamos, blá, blá, blá... mas a historia de ter “intimidade” de forma ligeira, sempre acaba em merda incômodo.... eu não sei se acontece isso com o resto da humanidade, mas é comum na minha vida que as pessoas dividam comigo de forma muito "expontanea": segredos, insatisfações, intimidades e sexo (o sexo delas mesmo, aquele que elas fazem ou deixam de fazer, nesse caso).
Lembrei-me da percepção doce do meu marido, ao contar-me sobre a vizinhança quando eu ainda não os conhecia, no instante que a escutava dizer:
- Sorte a de vocês que não tem filhos! Você acha que sobra dinheiro pra comprar uma calcinha pra mim? Você acha que tenho tempo para ir ao cabeleireiro? Você acha que consigo cagar sem que batam na porta? Nem sexo eu consigo ter, eu quero transar, puta que o pariu!!!!!”
Isso é só pra fortalecer o ditado: “As aparências enganam”
Bem, a desejosa vizinha toca a minha campainha às 8 da manha, sem suspeitar que tenho uma vida boemia e tanto posso acordar às 6 como ao meio-dia... Depois, reclamou sobre o barulho de minha máquina, "lavando a roupa suja", (sem trocadilhos) e me pediu ajuda para instalar um guarda-sol de trezentos quilos em seu terraço, supondo ela, que sou o Rambo! 
Semana passada, enquanto ela batia à porta, eu me escondia dentro de casa... Se seguir assim, parece que quem não conseguirá mais usar o banheiro sou eu...
Será que é só implicância da minha parte ou já estarei contagiada com a impaciência alemã? Será que a chata do caraio é ela ou sou eu?? Não sei, não sei, não sei!! Mas nesse ritmo, ou a amizade será curta, ou em breve, teremos a sexta mudança...
Como não sou boba, já tirei o tradutor do blog... Vai que dá uma zica e ela pinta por aqui, nunca se sabe... posso reclamar, resmungar e bater o pé, mas continuo cagalhona e boca mole!! 

Ach du Scheiße!!!


Kommentare:

  1. Porra! Ontem, em email, reclamei da ausência dessa sua verve hílare, dessa forma toda "especial" de dizeres as coisas, que tanto me diverte. Terá sido "transmimento de pensação"? Rsrsrs. Agora, Geyme, imagine se fosse o sociopatazinho aqui em seu lugar! Já teria me suicidado, assassinado a turca, ou a mandado à PQP. Kkkkkkk. Será que ela irá convencê-la a se trajar com burka (ou ela não usa?). Rsrsrs

    AntwortenLöschen
  2. @Assi Sales:o Por sorte ela é turca, mas mora na Alemanha há tanto tempo, que já está mais inclinada para a cultura batata que a do sangue (embora seja muculmana)... Ela nao usa burka, mas se usasse e me pedisse para o fazer tb, aí, nesse caso, estou segura de que deixaria de ser boca mole, hahahaha
    Pode mexer com meu marido, meu dinheiro e minha casa, só nao toma o meu vinho ou me ofereca religioes, hahahaha Eu viro uma fera!!:l Beijos, querido!!!

    AntwortenLöschen
  3. kkkkkkkk Bom texto! Ia rebuscar uns palavrões "bem aceitos", mas meu espírito está travado por um pensamento escondido em algum canto do cérebro (talvez ao fundo) e não consegui organizar mais que um comentário cansado.

    AntwortenLöschen
  4. @Tarcicio AndradeAhh Tarcisio, na verdade, os palavroes estao sempre liberados para amigos, só tento impedir o povo estranho de escolhambar aqui, hahaha
    Beijao!!!:c

    AntwortenLöschen
  5. Olá Geyme, rsrsrs, tenho a ligeira impressão que você terá sim, outra mudança. Mas como disse, é apenas uma impressão (nunca um vaticínio, rsrsrs). Sou meio bicho-do-mato, acho que vizinhos são para ajudarem-se mutuamente em situações especiais, sem confidências e sem muita convivência. Não dá certo, alguém se machuca, alguém vira chato do caraio. E a amizade... já era.

    Dúvida cruel: aquele cãozinho é o tal Weimaraner? Tem certeza? É que eu tenho um, bem diferente... ai, ai,ai, rsrsrs.

    Adorei o texto, leve e divertido.
    Bjsssssss

    AntwortenLöschen
  6. @Marli BorgesOi Marli!!! Esse caozinho da foto na verdade sou eu, escondendo-me dela, hahaha
    O Weimaraner geralmente é cinza, com olhos verdes, de porte grande, magrelo e elegante! Se o seu é assim, com certeza é um deles!! Super beijo!!:t

    AntwortenLöschen
  7. Gsotei muito do lugar, nunca pensei em visitar a Alemanha, mas depois dessa descrição, quem sabe um dia não passe por lá... Adorando o blog e passando para deixar um abraço. Gostaria de agradecer também por me seguir, fico feliz... E eu fiquei como o seguidor 400 no seu! Eba!!! Toda especia minha participação... Pena que não sou o 1000, mas qualquer coisa, crio um outro perfil... =)

    AntwortenLöschen
  8. @Leonard M. CapibaribeE bota participacao especial nisso, Leo!!!
    Obrigado por estar aqui e ter preenchido a vaga de ouro! Quando o blog chegar perto dos 1000 seguidores eu te aviso, pra vc nao perder esse posto, hahaha)

    Beijao!!!!

    AntwortenLöschen
  9. Oi, Geyme. Não tem como não dar muita gargalhada dessa tragicomédia. Segundo a nossa filósofa Angélica (isso mesmo, aquela da TV), a intimidade só serve para engravidar (não será o seu caso com a vizinha) e para o desrespeito. Acho que é por aí. hahahahaha! Desculpe. Abração. paz e bem.

    AntwortenLöschen
  10. @josehahahaha O louco, meu! A Angelica mesmo? (aquela que ia de taxi??) :e
    bem..., E nao é que essa filosofia faz todo sentido?? Ela está certíssima, hehehe

    Beijos, Cacázinho!!:g

    AntwortenLöschen
  11. Putz, com uma vizinha assim,eu nem abriria mais a porta.QUE SACO!!! Pior é que elas incorporam e acham que são íntimas...Sai dessa e vê se te livra dessa bomba.


    Eu não tenho saco pra isso. Quando estou dentro de casa quero ter minha paz pra fazer o que quero ou queremos, sem sarnas galegas junto.rsr


    um beijo e boa sorte! chica

    AntwortenLöschen
  12. Putz! Morei tempo demais em sampa e acabei contaminada pelo "não sei quem é meu vizinho e tb não estou interessada", para poder lhe dar uma opinião que preste. Diz pra ela que vc tem surtos psicóticos que não têm data pra acontecer..rs.

    Bjo!

    AntwortenLöschen
  13. Kkkkkkk... E o idiota aqui (EU) sequer havia visto a foto onde "você" está a esconder-se!

    AntwortenLöschen
  14. "de praças até padaria, tudo se chama Goethe" Bem brasileiro kkkkkk

    AntwortenLöschen

1. Está vetado o linguajar muito sacana ou ofensivo - salvo exceções bem aceitas, do tipo: xingar o próximo (isso pode!).

2. Se quiser delirar, procure a torcida do flamengo, pois de sacana aqui já basto eu!

3. A gerência de marte agradece a compreensão!

Boutique de Ideias

E você, já pegou no livro hoje?

Ebook de Segundas Intenções na Amazon

eBook Best Seller na Amazon: Segundas Intenções

Oi gentem! Tudo certinho com vocês? Eu não poderia estar melhor! Rezemos! J ;)  A promoção dos meus eBooks na A...

Qualquer semelhança desse blog com a realidade, é pura cagada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilha mais essa asneira também, bro!!!